quinta-feira, 27 de maio de 2010

Quem sou?


Quem sou?


Não queira
saber quem sou...
Contente-se apenas
com a singeleza
das poucas palavras
que minha alma
embriagada de amor
teima em escrever

Julian
Aprendiz
de poeta
25/05/10

Um comentário:

ana disse...

Esse poema ficou perfeito para lhe descrever Mocinho!
Beijos na alma!

Postar um comentário